Posts

Entenda o que é API

Se você utiliza a internet para realizar tarefas básicas como ler e-mails, comprar produtos ou navegar em redes sociais, com certeza você já utilizou um API.

De forma simples, o API permite que ocorra troca de informação entre dois ou mais sistemas, de forma automatizada.

É algo bastante utilizado no mundo digital, pois agiliza processos e facilita a vida do desenvolvedor e usuário final. Além disso, pode ser aplicado tanto no mundo B2C quanto no B2B.

Ao longo do texto iremos abordar o que é API, como é sua utilização no dia a dia e as principais vantagens que o recurso pode trazer. Acompanhe!

O que é API?

O termo API vem do inglês Application Programming Interface e significa Interface de Programação de Aplicativos.

Sua finalidade é de estabelecer padrões para que programas e aplicativos possam realizar uma comunicação entre si. Ou seja, o API define um comportamento específico necessário para que ocorra uma troca de dados.

Todo o processo é realizado na codificação da aplicação e não requer nenhum tipo de configuração por parte do usuário final, muitas vezes ele nem percebe que está utilizando um API. Os sistemas é que trabalham em conjunto para que a integração aconteça.

Além disso, uma vez que a integração foi realizada, a troca de informações não requer nenhuma intervenção humana, tudo ocorre de forma automatizada.

Imagine uma ponte que conecta dois lados de um rio. Uma vez construída, as pessoas podem transitar livremente para ambos os lados. Assim ocorre o tráfego de dados entre sistemas por meio de API.

Com o intuito de garantir a segurança dos dados, a empresa que desenvolve o software deve liberar o API para que outros possam acessar. Sendo assim, ela fornece os padrões que devem ser seguidos caso algum programa queira se integrar.

 

transformacao digital ebook

Aplicações do API no dia a dia

Como mencionado, muitas vezes utilizamos recursos de API sem saber, tendo em vista que tudo ocorre na parte de codificação do software. Além desse fato, cabe ressaltar que o setor corporativo não é o único que se beneficia do uso do API.

É comum que a utilização do API seja voltada para cadastros e mapas. Mas toda e qualquer aplicação depende da necessidade e desenvolvimento da empresa.

Pensando na frequência com que as pessoas utilizam redes sociais atualmente, os desenvolvedores pensaram numa forma de facilitar o cadastro de usuários em novos softwares.

Ao acessar a base de dados da rede social escolhida pelo usuário, o software consegue adquirir informações como nome, data de nascimento, cidade de residência entre outros.

Portanto, o interessante para o desenvolvedor é a otimização do processo, uma vez que os dados já estão confirmados e o usuário não precisa preencher tudo novamente.

Um bom exemplo de implementação do assunto são os aplicativos de geolocalização. A grande maioria dos que necessitam utilizar alguma informação de mapas, GPS ou posicionamento, fazem um API com o Google Maps.

Isso ocorre porque o Google já tem um sistema bem consolidado e fornece o API para que outras empresas façam esse contato, evitando que novos sistemas de mapas sejam criados a todo momento.

Quais são as vantagens do API?

Levando em consideração o fato de ser integrado, não é necessário construir tudo novamente, economizando tempo no desenvolvimento de novas ferramentas, além de descartar a ação de atividades repetitivas.

As únicas beneficiadas não são somente as empresas da área tecnológica. No mundo corporativo, a economia de tempo permite que os funcionários, que antes realizavam tarefas manuais, possam priorizar assuntos de maior relevância.

Imagine um setor de e-commerce, em que o usuário desiste da sua compra. Uma ação como essa faz com que a empresa perca uma venda. Entender o motivo da desistência é uma maneira de prevenir uma queda na receita.

Utilizando um API, é possível notificar algum funcionário do setor de Customer Success ou enviar um e-mail diretamente para o comprador. As ações ocorrem de forma automática, e ainda podem ser integradas com o sistema de gestão da empresa.

Agora que você conhece um pouco mais sobre o que é API, suas principais aplicações e vantagens, vale a pena levar em consideração como esse recurso pode ser utilizado na sua empresa. Então continue com a gente e saiba como ter uma gestão integrada empresarial!

ESB: como facilitar a integração complexa de grandes sistemas

Com cada vez mais tecnologia sendo adicionada no dia a dia de trabalho, também fica mais difícil acompanhar tudo. Não bastando o cérebro eletrônico ser mais rápido que o humano, ele ainda está em maior número. Mas, rebelião das máquinas à parte, você vai precisar aprender a lidar com tudo isso ao mesmo tempo para se manter no mercado. E uma das soluções que podem te ajudar aqui é o ESB, ou Enteprise Service Bus.

Talvez você não conheça esse termo. Não tem problema, certamente não é o único. Mas, agora que você conhece, é hora de ver como ele pode simplificar o complexo sistema do seu negócio.

O que é um ESB?

Como já mencionamos, é uma abreviação de Enteprise Service Bus. A grosso modo, é um sistema que serve para transportar as informações dos demais sistemas entre si e para o usuário final. Daí ele ser chamado de “ônibus”.

Com esse software de gestão, a empresa coloca todas as outras centenas de softwares utilizados sob uma mesma liderança. Se você ainda não acredita na rebelião das máquinas, o resultado pode ser bem vantajoso para você.

Como ele pode ajudar na integração de sistemas complexos?

1. Economia de capital

Cada centavo gasto na sua empresa faz a diferença. Se você não for responsável com o seu faturamento, pode ir dando adeus a ele. A questão é que, independente do seu profissionalismo, uma parte do seu dinheiro se perde em processos mal otimizados. É um e-mail perdido aqui, uma reunião atrasada ali, um ou outro material jogado fora, e tudo se acumula.

Com o auxílio de um ESB, você pode otimizar os processos da empresa e economizar um terço do seu rendimento. Em universidades e grandes escolas, por exemplo, há muitos eventos e compromissos que alunos e docentes devem acompanhar. Se todos esses sistemas estivessem sob a mesma tutela, menos pessoas perderiam prazos para entregar trabalhos.

2. Aceleração de processos

Já parou pra pensar em quanto tempo você gasta apenas para correlacionar diferentes relatórios dentro do seu negócio? Sem falar no tanto de faturamento que você deixa de produzir nesse período. Pois é, os números não são pequenos. Evitar esse desperdício pode melhorar muito a sua vida.

Setores muito burocráticos, como o de logística, já têm pouco tempo pra manobrar. Ter sistemas devidamente integrados e otimizados pode ser a diferença entre perder ou cumprir um prazo. Nesse setor, cada 5% de economia de tempo já conta.

3. Visão ampla sobre o panorama da empresa

Por fim, mas não menos importante, conseguir olhar toda a empresa sob uma mesma lente vai te ajudar muito na hora de tomar alguma decisão. Saber, por exemplo, que o setor de vendas está rendendo pouco por que o marketing não teve orçamento para uma campanha descente pode te impedir de desperdiçar muito dinheiro substituindo uma equipe inteira de vendas.

Agora você já sabe quais são os benefícios do ESB para sua empresa. Quer se aprofundar mais no assunto? Então veja faça download gratuitamente do nosso guia sobre ERPs e tire todas as suas dúvidas!