Sua empresa subdimensiona o uso do ERP?

Sua empresa subdimensiona o uso do ERP?

Sua empresa subdimensiona o uso do ERP?

Tenho me deparado com empresas que possuem ferramentas de ERP poderosas, porém com muitos processos manuais, controles paralelos e retrabalhos, e isto deixa o processo moroso e muitas vezes oneroso.

Em um mapeamento de processos recente identifiquei um caso assim.

O cliente tinha um processo de inspeção de produtos no recebimento, onde avaliava a qualidade do material fazendo diversos ensaios.

Este mesmo cliente possuía um ERP de mercado com o módulo de qualidade disponível para ser implantado.

Com o tempo dispensado por seus funcionários em controles em planilha Excel, formulários, e etc., conseguimos economizar cerca de R$ 75.000,00 ao ano apenas implantando um módulo que estava à disposição.

Existem casos que a necessidade é apenas implementar uma rotina ou automatizar um processo que demanda muito esforço para pouco resultado.

O arquiteto de soluções ao mapear o processo e por conhecer a ferramenta consegue identificar estas possíveis melhorias, agregando resultados consideráveis e que são absorvidos os custos de implementação em curtíssimo espaço de tempo.

Como se deve identificar que o uso do sistema está satisfatório? Questione-se:

1) Minha empresa possui muitos controles em Excel?

2) Existem muitos formulários para ser preenchidos nos processos?

3) A troca de e-mail para sinalizar a execução de algo é constante?

Se respondeu “Sim” à maioria das perguntas, procure uma consultoria de processos direcionada ao ERP de sua empresa, e solicite um arquiteto de soluções, pois possivelmente pode estar perdendo tempo e dinheiro com estes processos.

Clique aqui e deixe seu e-mail.

Você receberá mais matérias sobre mapeamento de processos.

http://bit.ly/29IajTw

 

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *