Proposta comercial irresistível, existe??

Os executivos comerciais buscam isso diariamente, chegar a perfeição da proposta não é mesmo? Mas será que a proposta irresistível existe mesmo? Quem nunca montou uma proposta comercial com tantos detalhes importantes, tentando englobar qualquer dúvida do cliente e na hora da apresentação nada aconteceu. Ai vem a pergunta, o que eu errei? Na verdade a pergunta seria em qual momento você errou!

No marketing existe uma teoria de comportamento chamada AIDA. (Atenção, Interesse, Desejo e Ação), muito usada em campanhas e também no nosso mundo comercial. Se você conhecer a fundo cada passo do AIDA, saberá a hora exata de ir ao próximo ponto. E saber realmente se está ou não na hora certa de apresentar uma proposta comercial. Vamos falar dos pontos do AIDA:

Atenção:

É o princípio de tudo, quando você apresenta o seu produto ou solução e busca de forma inteligente captar a atenção do seu cliente. Se isso não funcionar o resto é inútil. Normalmente você consegue a atenção mediante uma pergunta que busca dor ou desejo. Você nunca conseguira captar a atenção do seu cliente sem conhecê-lo antes, isso é o ponto chave.

Interesse:

Se chegou a esse ponto o cliente está com sua atenção voltada a você, então agora é o momento de começar a apresentar sua solução ou produto, e dar ênfase a sua dor ou desejo que você despertou no começo. Quanto mais um desses pontos fica visível ao cliente mais fácil você chegara ao próximo ponto, o desejo.

Desejo:

O Desejo é o momento que você consegue colocar seu cliente dentro da sua solução, mostrando o como será? Quais as vantagens? Quanto mais pontos maior o nível de desejo gerado e ai sim a palavra “irresistível” começa a aparecer.

Ação:

Depois de capturar a atenção do visitante, despertar o interesse nele o que você tem a oferecer e gerar um desejo verdadeiro pelo que foi apresentado, o cliente opta por você, pela sua solução e agora sim, é a hora de apresentar sua proposta comercial.

Fique sempre muito ligado a essas 4 pontos, use no seu dia a dia e antes de tudo conheça muito bem o seu cliente e saiba qual o momento certo de agir.

Se gostou do texto e gostaria de receber mais conteúdos, cadastre-se no blog da Anadi logo abaixo.