O que faz uma gestão integrada empresarial ser eficiente

Organizações de todos os portes necessitam de uma gestão integrada eficiente para enfrentar este momento de turbulência pelo qual o país está passando. Ter uma visão geral de todos os processos internos possibilita aos gestores tomar decisões de maneira mais segura e acertada.

Mas o que faz uma gestão integrada empresarial ser eficiente? Se você é um gerente de uma empresa de pequeno ou médio porte, este post foi direcionado para você. Confira!

O que é uma gestão integrada empresarial?

Gestão integrada empresarial nada mais é que a possibilidade de gerenciar todos os setores de uma empresa, desde a entrada de uma nota fiscal de um determinado fornecedor até o recebimento do pagamento feito pelo seu cliente final.

Normalmente a gestão integrada é efetuada por meio de um sistema informatizado, conhecido mundialmente como ERP— Enterprise Resource Planning.

Nesse software, todos os dados são armazenados e administrados em um mesmo ambiente, fornecendo aos gestores, uma visão completa de toda a sua empresa.

Todos os processos internos são controlados e todas as operações contábeis, fiscais, financeiras e administrativas são gerenciadas e acompanhadas.

Em empresas industriais, o planejamento e o controle da produção podem ser feitos, permitindo melhor aproveitamento dos recursos e insumos e propiciando melhor resultado operacional.

Com a utilização de um sistema integrado, a comunicação organizacional, a automatização dos processos e o gerenciamento dos custos são otimizados, assegurando aos gestores uma gestão mais eficiente.

Quais os principais pontos para uma gestão empresarial eficiente?

Para que haja uma eficiente gestão integrada empresarial, é importante que alguns pontos sejam observados com atenção. Entre eles, podemos listar os seguintes:

Abrangência geral

Para uma boa gestão, é fundamental que todos os processos estejam mapeados, configurados e suportados por uma ferramenta informatizada.

Todas as atividades devem estar integradas, evitando o retrabalho e possibilitando que as informações fluam por todos os departamentos.

Atendimento a todas as exigências

Todas as exigências que são impostas às empresas, sejam elas de característica legal ou fiscal, precisam ser atendidas pelo sistema de gestão. Cada vez mais os órgãos fiscalizadores dos governos federal, estadual e municipal têm obrigado as empresas a enviarem maior quantidade de informações em um menor prazo.

Transmiti-las corretamente e no prazo determinado faz parte de uma gestão integrada eficiente.

Padronização dos procedimentos

Uma gestão integrada eficiente passa obrigatoriamente por uma padronização de procedimentos operacionais. Independente de quem está realizando determinado procedimento, ele deve seguir os mesmos passos definidos nas rotinas diárias.

A uniformização reduz o tempo de execução das tarefas e libera colaboradores para a execução de novas atividades.

Automatização dos processos.

Automatizar todos os processos possíveis é fundamental para uma gestão eficaz. Reduzir ao máximo a manipulação dados e documentos evita a ocorrência de erros e melhora a qualidade das informações.

Todos esses pontos já estão incorporados nos ERPs disponíveis no mercado. As melhores práticas administrativas já estão parametrizadas e configuradas nas versões básicas do software. Se implantado de maneira correta e seguindo as orientações do fornecedor, a probabilidade de um aumento na produtividade e uma redução de custos é muito alta.

Agora que você já viu o que faz uma gestão integrada empresarial ser eficiente, veja também 5 dicas para melhorar os processos na gestão de serviços!