Como entrar com dados complementares NF de venda/exportacao?

Olá!

Em post anterior, falei sobre  entrada de dados complementares NF de importação.

Pra fechar esse assunto de COMEX (Comércio Exterior), vou falar sobre dados complementares nota fiscal de venda/exportação.

O roteiro é bem parecido com o da NF de entrada importação, com pequenas diferenças  nas opções da sequencia de acesso  no sistema.

Agora mãos a obra.

PROCEDIMENTOS

1.  Gere a NF de  venda(saída para exportação), com todos os dados do  cadastro do cliente (estrangeiro) informados de forma correta que fará com que o sistema entenda que é uma emissão de nota fiscal de exportação.

Para acessar a tela de importação/exportação o sistema faz a seguinte validação:

Favor rever todos os campos dos cadastros mencionados abaixo, pois se não habilitar a tela é devido o campo TIPO estar = Jurídico.

Como deverá constar o cadastro do cliente/fornecedor caso seja do EXTERIOR/EXPORTAÇÃO/IMPORTAÇÃO

– Bairro pode ser informado qualquer um, pois essa validação não é feita. Contudo, é uma informação obrigatória.
– Inscrição Estadual e CNPJ não são obrigatórios para transmissão do SEFAZ, poderão ficar em branco.
– Código de Município deve ser preenchido com 99999. Você pode incluir o código de município 99999 diretamente na tabela CC2 (tabela de municípios do IBGE)

Formulário próprio = SIM

Cadastro de fornecedor/ cliente = EX
– Estado = EX
– CEP = 00000000

Após ter gerado a NF de exportação, acesse o SIGAFIS na opção indicada no menu para dar entrada nos dados complementares da  exportação.

2. Com a documentação de exportação em mãos que foi enviada pelo seu despachante aduaneiro,  siga os passos para acessar a tela de entrada dos dados complementares da exportação.

faça um filtro para posicionar o cursor na tela do browser da  NF que será digitado os dados complementares.

3. Na tela aberta a direita após clicar em EXPORTAÇÃO, entre com os dados complementares. Na barra de tela indicada, vá com mouse visualizando todos os dados que essa tela possui  da exportação.

4. Após a entrada dos dados complementares, acessar o TSS  e transmitir a NF de exportação a Sefaz.

Se todos os dados cadastrados estiverem corretos, a Sefaz irá enviar o retorno de Uso Autorizado.

A emissão foi concluída.

E aí, o que você achou desse post?

Comente, sua opinião nos ajudará a melhorar cada vez mais a qualidade dos posts.