7 Dicas de como escolher corretamente um CRM para sua empresa

Qual o melhor software de Customer Relationship Management (CRM)?

Vou contar-lhes uma história que talvez nao tenha nada a ver com CRM. No ano de 2002 estava terminando o colégio, tinha chego a hora de decidir qual carreira eu seguiria, minha primeira opção era Biologia, mas para confirmar que seria uma opção assertiva, decidi fazer um teste vocacional, o teste revelou que a melhor opção seria Psicologia, sem me aprofundar muito no que fazia um psicólogo, decidi seguir o tal teste vocacional, prestei vestibular  e me matriculei no curso de psicologia, cursei psicologia até o final, mas  acabei nunca tralhando com psicologia.

Moral dessa Historia: Nem sempre o que recomendam para você pode ser o que é melhor!

No mercado existem muitas opções de Software CRM, escolher um apenas pelo nome, ou por relatos de outros empresários, pode ser um erro, cada empresa tem suas necessidades e o que é bom para uma determinada empresa pode não ser o ideal para a sua, busque a melhor solução para a sua empresa com base em seus objetivos. Abaixo relacionei os 7 passos que considero importantes para escolher um bom CRM para sua empresa.

1 – Definir objetivos

A busca por um CRM começa com a definição de objetivos claros do que a empresa busca a curto e longo prazo, para só então avançar na decisão por um ou outro CRM, leve em consideração as necessidades que você tem hoje e as que um dia você poderá ter.

2 – Integração

Um bom CRM terá integração interna, ou seja, conversará com os outros departamentos da empresa e também oferecera integração com outras ferramentas como e-mail, ligações, redes sociais, entre outras

3- Personalização

Escolher um CRM, que tenha um painel de controle que pode ser personalizado, permitindo que sua empresa não perca tempo reunindo planilhas soltas e olhando cada métrica separada, você poderá criar filtros mais relevantes para aquela sua necessidade, reunindo assim tudo que você precisa em um só lugar.

Na prática, ter tudo organizado a sua maneira, significa ter acesso mais rápido aos dados, opções de mudar suas metas, definir quais funcionários podem ver determinadas funcionalidades, entre outros benefícios.

4- Relatórios

Os relatórios customizados também merecem nossa atenção, pois ter acesso a esses documentos permitirá que a empresa identifique onde pode melhorar e o que está errado, além de oportunidades para adequar seus produtos, preços, serviços e entregas.

Lembre-se que para os relatórios serem confiáveis é preciso que sua equipe mantenha os dados sempre atualizados no sistema

5- Acessibilidade

A acessibilidade é um quesito que merece atenção, pois nos dias de hoje nem sempre estamos em nossos escritórios, ter uma ferramenta que permite ter acesso aos dados do cliente de qualquer lugar, além de agilidade pode proporcionar maior competitividade para sua empresa.

6- Confiabilidade

Não deixe de verificar a confiabilidade do Software, através de feedbacks dos usuários, política de privacidade dos dados, tempo de mercado, quantidade e qualidades de clientes.

Suporte técnico

Busque saber como funciona o suporte técnico, por melhor que seja o software de CRM, em algum momento você precisará falar com o suporte, verifique quais são os canais utilizados pelo software que você escolheu.

7- Teste

Se possível teste o CRM escolhido, antes de concretizar o negócio, pois há sempre possibilidade de testar funcionalidades que você não esperava, mas que são relevantes para sua empresa.

 

Ainda ficou com dúvidas? Entre em contato conosco, ficaremos felizes em ajudar.

 

 

Juliana Souza

Especialista em Cuidados com Clientes e Encarregada de Prospecção B2B.

Os 6 erros comuns na hora de investir em TI

Sua empresa precisa investir em TI, mas como saber se as suas escolhas são as melhores para conseguir extrair o máximo dos equipamentos e serviços adquiridos?

Esta é uma dúvida de muitos gerentes responsáveis pelas decisões financeiras dentro de uma empresa. Se você não quer ficar na dúvida, nós preparamos uma lista com 6 erros comuns que você não pode cometer na hora de fazer esse investimento. Confira!

1. Falta de planejamento

Uma TI eficiente e que traga o máximo de seus benefícios para uma empresa só é possível com um planejamento adequado, que vislumbre soluções tecnológicas para a otimização de processos problemáticos.

Deixar de fazer um estudo adequado sobre o estado da TI na sua empresa hoje é a fórmula mais comum para gastos desnecessários de tempo e dinheiro. Uma boa pesquisa de mercado, testes controlados e a busca por foco na solução de problemas é a melhor forma de garantir o sucesso no futuro.

2. Não investir em infraestrutura

Não adianta encontrar soluções para os problemas que a empresa tem hoje se a infraestrutura de TI não comporta a implementação de novas ferramentas e serviços.

Licenças de softwares, novo hardware, atualização e contratação de serviços de Cloud Computing são exemplos de investimentos que podem facilitar o acerto na hora de planejar uma TI mais eficiente.

3. Não treinar sua equipe

Muitas empresas não conseguem aproveitar o máximo de suas soluções em TI por pensarem muito no fator tecnológico e pouco no humano. Equipes despreparadas prejudicam a própria capacidade de trabalho e ainda comprometem a disponibilidade geral do sistema, colocando no ar ferramentas incompletas ou mal implementadas.

4. Não pensar no longo prazo

Como a tecnologia avança muito rápido, alguns empresários, gerentes e profissionais tendem a acreditar que soluções de investimento em TI devem ser imediatas e pensadas para um futuro próximo.

Esse tipo de pensamento leva ao desperdício de capital e uma necessidade constante de ajustar a operação. A TI deve se adequar às novas soluções de mercado, mas a estratégia de implementação, monitoramento e iteração tem de ser pensada para longos períodos — as ferramentas podem mudar, mas a filosofia de investimento em tecnologia precisa ser constante.

5. Ignorar novas soluções em tecnologia

O oposto também acontece muito, empresas que se recusam a planejar fora da sua zona de conforto e, quando percebem, já estão muito atrás da concorrência.

Iteração e inovação fazem parte de um ciclo fundamental para empresas que querem estar sempre na ponta. A TI, hoje, tem papel vital nessa relação entre identificação de problemas e busca por novas soluções.

6. Não contar com a ajuda de uma consultoria para investir em TI

É claro que acertar um investimento em TI nunca é uma tarefa fácil, principalmente para empresas que ainda lidam pouco com tecnologia ou não possuem equipe suficiente para levantar tantas variáveis e buscar soluções realmente inovadoras.

Mesmo assim, vários empresários tentam fazer por conta própria esse planejamento e terminam com menos do que poderiam conseguir com o investimento feito. Sem ajuda especializada no assunto, fica difícil garantir não só a contratação e aquisição, como também uma implementação adequada que resolva seus problemas de forma efetiva e ajude o negócio a crescer.

Você encontra a mesma dificuldade para investir em TI? Então a ajuda de uma parceira consultora pode ser exatamente o que você precisa para não cometer estes erros. Se você acredita que esta é a melhor saída, pode continuar pesquisando sobre o assunto lendo este artigo sobre como escolher a melhor opção em consultoria empresarial!