Relacionado a Anadi

Como um software pode ajudar na gestão de RH

Os softwares estão em todos os lugares. Nas empresas, principalmente: eles ajudam na gestão dos diferentes departamentos de forma a tornar a operação mais eficiente e controlada, com a coleta e o cruzamento de informações relevantes.

Na área de recursos humanos (RH) não é diferente: um software de RH pode auxiliar no aumento da eficiência e da produtividade.

De forma geral, esse tipo de solução é conhecido como sistema informatizado de recursos humanos (SIRH), permitindo lidar com a aquisição, o registro, a análise e a distribuição de informações do setor de RH.

A ideia é facilitar o trabalho da equipe enquanto melhora os resultados. Quando bem utilizados, esses dados têm impacto direto na competitividade da organização, pois permitem organizar suas atividades operacionais, táticas e estratégicas.

Veja, a seguir, como um software de gestão de RH pode ajudar a sua empresa.

Eficiência

Sempre que se adquire um software, pensa-se no aumento da eficiência. Se a ferramenta for bem configurada (e a equipe tiver treinamento adequado), ajuda a aumentar o nível de segurança das tarefas feitas.

Os cálculos da folha de pagamento, por exemplo, serão processados correta e rapidamente em conformidade com a legislação e o acordo coletivo.

É possível, ainda, registrar eventos e configurar notificações para não esquecer datas e prazos importantes (como férias de colaboradores, feriados, treinamentos e outros).

Produtividade

A automação de processos melhora a produtividade da equipe porque elimina a necessidade de conferir, controlar paralelamente e, em alguns casos, até refazer o trabalho.

Erros decorrentes de falhas humanas serão praticamente eliminados, pois os processos operacionais serão automáticos e conectados.

Segurança da informação

A informação, que antes ficava no papel, vai para dentro dos servidores, protegida por senhas e criptografia (que mantêm o seu sigilo). Além disso, pode ser mantida arquivada para sempre, enquanto o papel se deteriora com o passar do tempo.

Assim, é evidente, ainda, a redução no consumo de papel. Essa economia libera orçamento para ser usado em outros projetos dentro do próprio setor de RH, como o desenvolvimento profissional dos colaboradores.

Melhores práticas

Em geral, os desenvolvedores de soluções de RH trabalham com empresas de vários segmentos e, com isso, os softwares trazem as melhores práticas do mercado. Assim, a empresa recebe suporte na hora de definir o modelo que atenda melhor às suas necessidades.

Qualidade

O RH é um departamento que presta serviço internamente na empresa. Um software de gestão ajuda a melhorar a qualidade na prestação desses serviços.

É possível, por exemplo, ter um portal em que informações e documentos estejam disponíveis para todos.

Capacidade de gestão

É natural que, quanto mais estruturados, automatizados e confiáveis forem os processos, mais fácil seja o acesso a informações.

Isso permite identificar situações que requerem atenção e também ajuda a minimizar o risco, ou seja, será possível dedicar mais tempo às atividades táticas e estratégicas da operação.

Satisfação da equipe

Com processos bem estruturados e automatizados, a satisfação da equipe tende a crescer com um software de RH, pois o seu trabalho será benfeito e valorizado.

Gostou deste conteúdo? Então convidamos você a assinar nossa newsletter para saber das nossas novidades sempre em primeira mão.

5 dicas para melhorar a gestão contábil da sua empresa

A gestão contábil de uma empresa precisa sempre estar em uma melhoria constante, devido a isso, é necessário ter muita atenção para executar essa tarefa.

Esse setor costuma ser bastante complexo, porém ele é muito relevante para o bom andamento do negócio, e é por isso que jamais deve ser deixado de lado. O grande problema é que muitos empreendedores têm dificuldade em gerir esse departamento, tomando decisões equivocadas, as quais prejudicam toda a empresa.

Pensando nisso escrevemos este artigo, que vai te ajudar a melhorar a gestão contábil da sua empresa, com apenas 5 dicas. Acompanhe!

1. Registre todas as operações

Registrar todas as operações da empresa é essencial para ter uma gestão contábil eficiente. Por meio desse controle, você saberá exatamente quais são suas receitas e despesas. Além disso, você pode conseguir prever futuros prejuízos, e criar estratégias para eliminá-los, antes que aconteçam.

As principais operações que você deve registrar são:

  • vendas a prazo ou à vista;
  • compras por departamentos;
  • despesas com os colaboradores;
  • impostos e encargos;
  • pagamentos e recebimentos.

2. Delegue suas tarefas

A sobrecarga de trabalho interfere na produtividade, concentração e eficiência do gestor, por isso é de suma importância que você delegue suas tarefas para os seus colaboradores. Assim, você vai conseguir focar mais no seu trabalho e diminuir suas margens de erro.

Além do mais, sua equipe estará mais confiante e motivada, sabendo que você confia nela para ajudar a solucionar questões importantes da empresa.

3. Faça reuniões de acompanhamento com o contador

O contador da empresa deve ser seu braço direito, por isso que as reuniões com ele devem ser frequentes. Nesse encontro, é importante você verificar quais foram os tributos recolhidos pela empresa, se o regime tributário adotado é o ideal para o seu negócio, analisar os balancetes etc.

Em resumo, essa reunião se faz necessária porque você precisa saber o que está acontecendo dentro do empreendimento, e também para solucionar problemas financeiros que podem pôr em risco o bom andamento do negócio.

4. Armazene corretamente os documentos

Os documentos do negócio devem ser armazenados na empresa e não com o contador; isso vai proporcionar mais segurança à organização e ao contador também.

Porém, é importante você saber que existem alguns documentos que devem ser remetidos ao contador e, posteriormente, eles serão devolvidos à empresa, tais como as notas fiscais, extratos bancários, registro de venda, entre outros.

Os documentos mais importante que devem ser armazenados corretamente são:

  • registro de firma individual;
  • contrato social;
  • CNPJ;
  • alvará etc.

5. Tenha um sistema informatizado integrado

O ponto principal para melhorar a gestão contábil da empresa é poder contar com a tecnologia a seu favor e automatizar os processos do negócio.

Os sistemas de gestão ERP são desenvolvidos para que você tenha mais comodidade e segurança na hora de realizar suas tarefas, por isso que contar com essa ferramenta para fazer uma gestão contábil mais eficiente é fundamental, pois além de gerar relatórios precisos e auxiliar nas tomadas de decisões, ela diminui as margens de erros, as quais podem gerar danos para o seu negócio.

A gestão contábil é a base de qualquer empreendimento. Por meio dela você pode criar estratégias para fazer novos investimentos, com a finalidade de fazer a empresa expandir. Porém, não são todos que seguem essas dicas e acabam afundando o seu negócio por não saber gerir o setor contábil. Por isso, é importante que você aprofunde o seu conhecimento e melhore a gestão contábil da sua empresa.

Deixe seu comentário no post e compartilhe suas dúvidas e experiências sobre gestão contábil!

,

Como alcançar metas e objetivos da empresa?

Uma boa administração sempre será o principal alicerce de um empreendimento. Por isso, definir metas e objetivos da empresa é de suma importância para alcançar o sucesso do negócio. Porém, muitas pessoas têm dificuldade em gerir processos, o que impede de alcançar o êxito.

Para que você consiga melhorar sua gestão e otimizar as ações dentro da sua empresa, separamos algumas dicas. Confira:

Faça um planejamento para alcançá-las

A definição de metas e objetivos da empresa precisa de um planejamento eficiente. Isso significa que, nesse ponto, é preciso esclarecer qual é a visão da empresa, onde ela quer chegar, em quanto tempo cada meta deve ser alcançada, quais as estratégias que serão usadas para atingi-las e, claro, quais serão essas metas e objetivos.

Além disso, nesse momento também deve ser levado em consideração a situação em que a empresa se encontra e, da mesma forma o mercado. Somente assim você vai saber qual é o limite de uma meta e quais serão os métodos que deverão ser utilizados para atingi-la.

Defina metas e prazos reais

De início, você precisa definir quais serão as suas metas. Mas, além disso, suas metas e prazos precisam ser reais.

Grosso modo, as metas precisam ser possíveis de ser alcançadas e possuir um prazo aceitável para seu cumprimento. Caso contrário, você e seus colaboradores podem se sentir frustrados por não conseguir atingi-las.

Ao criar metas reais, você estimulará os seus funcionários a realizar as tarefas de uma maneira eficiente, o que torna a sua equipe ainda mais produtiva e focada.

Conheça as metas e objetivos da empresa

Todos devem estar cientes de quais são as metas da empresa. Caso contrário, ninguém vai saber para onde ir nem o que fazer para contribuir para o crescimento do empreendimento. E isso é péssimo para os negócios.

Conhecer as metas e objetivos empresa faz com que você trabalhe mais confiante e focado, sabendo que o que está sendo feito é algo que vai beneficiar a empresa.

Aprenda a priorizar tarefas

Após realizado todo o planejamento e definido suas metas, é hora de priorizar as suas tarefas. Analise quais delas possuem uma urgência maior e quais estão em atraso. Isso pode ser definido logo no início do expediente, por exemplo.

Resolver as tarefas mais complicadas no início pode ajudar a melhorar a produtividade, pois, como você já eliminou a atividade mais difícil, saberá que as demais poderão ser feitas com maior facilidade e rapidez.

Conte com o auxílio da tecnologia e de uma consultoria

A tecnologia vem para tornar os processos da empresa mais rápidos e precisos. Devido a isso, é de suma importância que você adquira um sistema ERP que garanta ao seu empreendimento melhor organização das tarefas e aumento na produtividade.

Além disso, a consultoria também se faz muito importante, pois por meio dela você vai conseguir elaborar estratégias eficazes. Com a ajuda de profissionais altamente capacitados, você pode fazer com que o seu negócio expanda e se torne referência no seu segmento.

Somente será possível alcançar as metas e objetivos da empresa se você souber planejá-las e elaborar estratégias eficientes para alcançá-las. É importante se lembrar de que a equipe também deve estar empenhada nessa missão. Por isso, é essencial que você verifique se todos estão cientes de quais são os objetivos do seu negócio.

Gostou das nossas dicas? Que tal recebê-las na sua caixa de entrada? Se você gostou da ideia, assine agora a nossa newsletter e fique por dentro de todas as nossas novidades!

[poll id="2"]

 

 









, ,

Por que usar sistema integrado de gestão empresarial?

A cada dia a tecnologia tem se tornado um dos maiores aliados das empresas, e uma ferramenta que tem se destacado é o sistema integrado de gestão empresarial. Chamados simplesmente por sistemas ERP (Enterprise Resource Planning), esses softwares visam diminuir o tempo de execução das tarefas, facilitar processos e melhorar a comunicação interna da empresa.

Os sistemas integrados de gestão empresarial são muito conhecidos no meio corporativo por darem suporte às mais diversas empresas em termos administrativos, comerciais, financeiros, entre outros. Para esclarecer melhor, separamos neste post os motivos que mostram por que sua empresa deve utilizar um sistema ERP. Confira a seguir!

Eliminação da necessidade de sistemas múltiplos

Como o ERP é um sistema integrado que armazena todas as informações da empresa, e possibilita que as empresas realizem e acompanhem os processos por meio dele, elimina-se a necessidade do uso de outros sistemas para controle. O sistema integrado de gestão empresarial é uma ferramenta muito robusta, não carecendo de controles paralelos ou do uso de planilhas, como é comum na maioria das empresas.

Padronização de processos e tarefas

Ao utilizar o sistema, as empresas garantem que todas as tarefas e registros sejam realizados por meio dele, desta forma consegue-se padronizar os processos da empresa. Essa padronização facilita o controle de informações, garante que os outputs de cada etapa sejam condizentes com as seguintes e elimina a divergência de dados na empresa.

Redução dos custos de treinamento

Como o sistema integrado de gestão empresarial elimina a necessidade do uso de outros softwares, então não é necessário que a empresa proporcione treinamento para os funcionários em diversas plataformas. Os gerentes precisam investir apenas em treinamentos do sistema ERP, reduzindo os custos e garantindo maior disponibilidade dos colaboradores para o serviço.

Foco no core business da empresa

O core business, ou “coração da empresa” refere-se à razão de ser ou existir da empresa, ou seja, a sua atividade principal. Utilizando um sistema ERP a empresa consegue personalizá-lo de forma a direcionar os esforços e tarefas para que a atividade principal seja desempenhada e alcance bons resultados. Isso ajuda no aperfeiçoamento e na qualificação do negócio.

Melhor acessibilidade

A plataforma integrada permite acesso por todos os computadores da empresa — bastando apenas que possuam o software instalado. Desta forma, todos os funcionários têm acesso aos dados da empresa, facilitando a troca de informação entre os setores e evitando a divergências ou dados incoerentes.

Garantia da confiabilidade das informações

Uma das grandes vantagens do ERP é o fato dele reduzir significativamente as chances de erros. O sistema permite a configuração de inputs, evitando que dados errados sejam inseridos, faz todas as contas e envia as informações necessárias de forma automática. Reduzindo os processos manuais, tem-se maior confiabilidade das informações, garantindo a qualidade e precisão dos dados.

Além de todos os motivos apresentados, o sistema integrado de gestão empresarial possibilita diversas outras vantagens, como:

  • eliminação da manutenção de múltiplos sistemas;
  • interação com um único fornecedor;
  • redução do retrabalho;
  • redução da mão de obra;
  • maior controle sobre a operação da empresa;
  • eliminação da necessidade de interfaces entre sistemas;
  • redução dos custos com informática;
  • acesso a informações para toda a instituição;

Percebeu como um ERP pode mudar sua empresa e melhorar significativamente seus processos? Para saber mais, entre em contato conosco e veja tudo o que essa ferramenta pode fazer pelo seu negócio!









,

[e-Book] – ERP, Guia para tirar suas duvidas

Guia ERP

Em um momento de tantas mudanças rápidas e que a cada minuto mais informações são colocadas na sua frente, não podemos deixar os conceitos primordiais que alavancaram tantas mudanças. O ERP é um dos seus protagonistas !

Faça o Download do seu e-Book 

 

Neste guia gratuito, você terá :

  • Entenda o que é um sistema ERP
  • Saiba como é divido um sistema ERP
  • Conheça as vantagens do sistema ERP
  • Aprenda como implementar ERP com eficiência
  • Descubra quanto custa um sistema ERP
  • Conclusão

 

Boa Leitura !









, ,

Consultoria empresarial: saiba como escolher a melhor opção

Você já ficou na dúvida sobre qual decisão tomar na empresa e gostaria de ter um profissional ao lado para ajudar? Se a resposta for sim, então você já precisou de uma consultoria empresarial.

A consultoria empresarial auxilia a empresa a tomar as melhores decisões, abrir novos mercados, descobrir quais são os pontos fracos do negócio e até mesmo a encontrar os melhores talentos para compor uma equipe. Repare como são vários os benefícios de uma consultoria empresarial.

O difícil para o empresário, porém, é escolher a melhor consultoria. São tantas opções no mercado que deixam qualquer diretor confuso. Marketing? Gestão? Finanças? Recursos Humanos? Qual tipo de assessoria será a melhor opção?

Neste post, vamos dar algumas dicas para escolher a melhor consultoria empresarial e acabar com essa dúvida de uma vez por todas. Boa leitura!

Entenda bem o que sua empresa precisa

Para você contratar uma boa consultoria empresarial, o primeiro (e mais importante) passo é saber exatamente do que sua empresa precisa. Antes de contatar qualquer consultor, faça um diagnóstico interno. Identifique qual é a falha da sua empresa e o que você precisará que o consultor faça.

Com base nesse diagnóstico, você vai ter condições de contratar o profissional ideal para lhe ajudar. Vamos supor que sua empresa esteja com dificuldades no fluxo de caixa, apesar de estar conquistando mais e mais clientes. Nesse caso, o ideal seria contratar um consultor financeiro. Ele vai mostrar como reverter a situação e como transformar clientes em lucro.

E se o problema for outro? Bom, há várias situações. Se você vender pouco, contrate um consultor de marketing. Se tiver dificuldade com mão de obra, procure uma consultoria em recursos humanos. O importante é fazer o diagnóstico com precisão para receber a consultoria adequada para cada caso.

Fique de olho no atendimento da consultoria empresarial

Quando iniciar os primeiros contatos com uma consultoria, considere a qualidade do atendimento. Uma boa consultoria preza pelos seus clientes. Veja se a empresa foi rápida e eficaz no atendimento, se tirou suas dúvidas e se respondeu seus e-mails com agilidade.

Caso contrário, é melhor nem dar continuidade ao processo. Se uma consultoria não atendeu você corretamente durante essa etapa, existe uma chance muito grande de o atendimento piorar ainda mais ao longo de todo o projeto de consultoria. Não deixe isso acontecer.

Cuidado com os preços baixos

Qualidade sempre tem um preço. Essa máxima vale também para o ramo de consultoria. Se alguma empresa fez uma oferta muito abaixo do mercado, desconfie! Preços baixos podem significar que os consultores não têm experiência nem capacidade para atender as suas demandas.

Em geral, as consultorias praticam faixas de preços semelhantes, guiadas pela lei do livre mercado. Quem mantém os valores muito abaixo não conseguiu se firmar pela qualidade e busca um diferencial apenas no preço do serviço oferecido.

Converse com outros clientes da consultoria

Depois de encontrar uma consultoria bacana, que fez uma proposta legal para você, é hora de dar o próximo passo. Nessa etapa, o ideal é saber a opinião de clientes e ex-clientes da consultoria.

Fale com eles. Peça a opinião sobre os trabalhos dos consultores e verifique se a consultoria trouxe resultados práticos. Se as respostas forem positivas, siga em frente. Caso contrário, pense novamente. Afinal, você poderá ser o próximo cliente insatisfeito da lista.

Saiba quem vai executar o projeto

Essa é uma questão importante. Em muitos casos os clientes fecham contrato com um profissional de consultoria, mas na hora de executar o projeto ela destaca outro profissional para trabalhar, que você não conhecia.

Para evitar essa situação, questione quem vai lhe atender, quem será o consultor que estará no dia a dia com você. Essa pergunta simples vai evitar muita dor de cabeça ao longo do projeto.

Gostou das dicas de como contratar a melhor consultoria empresarial para você? Então, entre em contato conosco e saiba mais sobre esse serviço!









,

Afinal, qual é o momento exato para investir em ERP?

Não há dúvidas de que 2017 se desenhou como um ano ruim para a economia, mas você não pode ficar pensando nisso o tempo todo. Em vez de reclamar da crise, aproveite o momento do mercado para arrumar a casa e se preparar para o boom em 2018. Afinal, as previsões sobre o ano que vem são bem melhores e animadoras. Quem estiver preparado, vai lucrar bastante.

Uma das formas mais importantes de se preparar durante a crise é investindo em tecnologia. Nesse quesito, os Enterprise Resource Planning (ERP) são peças fundamentais. Nenhuma empresa vai para frente sem um bom ERP para aperfeiçoar a gestão.

Neste texto, vamos explicar para você qual é o momento certo para investir em um novo ERP e quais são os sinais de que você está precisando de um software desses com urgência.

Demora em estruturar os dados da empresa

Se você percebe que a sua equipe leva muito tempo para compilar informações, elaborar relatórios e produzir gráficos, é porque está na hora de comprar um ERP. O software integra as informações de diferentes áreas da companhia. Na prática, derruba as paredes entre os departamentos e faz a comunicação girar mais rápido.

Com um ERP, você terá em suas mãos planilhas, relatórios e gráficos sobre o desempenho da empresa em pouco tempo. É mais eficiência para tomar decisões assertivas e menos horas de trabalho de seus funcionários para levantamento das informações.

Erros constantes

Os seus funcionários cometem muitos erros operacionais? Então este é um motivo para investir em um ERP. Erros operacionais não precisam ser grandes equívocos. Podem ser um dado digitado errado na planilha Excel, problema na contagem de produtos ou atraso na emissão de notas e no cumprimento de prazos, por exemplo.

Com o ERP, a quantidade de erros cai bastante. Isso porque o software ajuda a automatizar boa parte das tarefas diárias, impedindo erros humanos.

Falta de segurança das informações

Se você percebe que as informações da empresa não estão seguras, o ERP vai conseguir resolver. Muitas empresas ainda guardam pilhas e pilhas de papel impresso ou deixam arquivos digitais importantes (como fluxo de caixa) registrados em um ou dois computadores. Não seja negligente com a sua segurança.

Os ERPs são softwares projetados para aumentar o nível de cuidado com as informações nas empresas. Isso porque, muitos deles, deixam os dados salvos em grandes servidores web (cloud). Além disso, limitam quais usuários podem acessar determinados tipos de informação.

Crescimento acentuado é motivo para uso de um ERP

Se você percebe que sua empresa está crescendo rapidamente e os funcionários não dão conta de tanto trabalho, é hora de comprar um ERP. O software automatiza várias tarefas diárias, estrutura processos e melhora a produtividade e eficiência.

Quando se investe em um ERP de qualidade, o empresário economiza na contratação de novos funcionários e racionaliza os recursos financeiros para suportar o crescimento da empresa.

Precisa de um sócio ou investidor

O processo de buscar um novo sócio ou investidor também pode ser auxiliado por um ERP. O software traz uma série de ferramentas para que a empresa aplique boas práticas de governança. Essa melhora na qualidade da gestão também impacta a imagem da empresa no mercado e dá mais transparência durante a negociação.

Então, está na hora de comprar um ERP para sua empresa? Não deixe de entrar em contato conosco. Podemos ajudar você neste projeto!









Curso Totvs ou SAP: qual escolher?

Você está vivenciando um dilema em optar por um curso Totvs ou SAP? Inegavelmente são dois sistemas amplamente utilizados no mercado e considerados as principais soluções integradas de gestão empresarial. Sendo assim, o que fazer para garantir que está fazendo a escolha certa?

Com o intuito de ajudar você a tomar a melhor decisão, apresentaremos, por meio deste artigo, algumas dicas valiosas para escolher um curso de acordo com os seus objetivos de carreira.

Vamos começar?

3 perguntas a fazer antes de escolher um curso

Optar por fazer um curso e se qualificar profissionalmente é, sem dúvidas, uma excelente iniciativa não apenas para o estudante em formação, mas, também, para aqueles que já possuem vasta experiência em uma área.

Porém, deve-se levar em conta que um curso implica na dedicação de tempo, dinheiro e muita força de vontade. Então, o que levar em conta antes de decidir entre Totvs ou SAP?

1. A instituição é credenciada?

Da mesma forma que ao matricular-se em um curso de graduação o estudante verifica se a instituição de ensino é reconhecida pelo MEC, é de equivalente importância verificar se a empresa que fornece o curso é credenciada à Totvs ou à SAP.

Caso não haja uma parceria entre as partes, provavelmente o diploma do curso não terá relevância alguma e de nada agregará ao seu currículo.

2. Quanto custa?

Não existe um controle que regula o preço de mercado acerca de cursos, ou seja, cada instituição aplica uma diferente metodologia para estipular o valor que será cobrado por curso e a forma como será feita a cobrança.

3. Qual é o custo-benefício?

São dois os fatores que devem ser considerados na questão do custo-benefício: os custos adicionais e o quanto o curso contribui dentro da realidade do mercado.

Primeiramente, priorize a localização da instituição onde pretende estudar. O local é fora de mão? Precisará pegar ônibus ou metrô para chegar? Quanto você gastaria com alimentação?

Em segundo lugar, não hesite em fazer pesquisas, ligar para as instituições para saber mais detalhes do curso e matriz curricular, assim como consultar alguma referência do mercado.

 Totvs ou SAP: o que são, como funcionam e o que agregam profissionalmente?

Não há dúvidas quanto ao nível de participação que as suítes de produtos Totvs e SAP têm no mercado, no entanto, você deseja saber qual delas é melhor. Para isso, confira alguns pontos que devem ser considerados:

Totvs

A Totvs trabalha com a sua linha de produtos de software Protheus, que fornece uma gama de soluções integradas para gestão, sendo elas: ERP, CRM, HCM e SCM, cada uma responsável por uma área específica da gestão.

Existem, pelo menos, 3 pontos muito importantes a respeito da empresa e seus serviços:

  1. presença consolidada no mercado SMB: o mercado SBM (Small and Medium Business – Pequenas e Médias Empresas) é o que mais oferece oportunidades de carreira;
  2. empresa com Market Share no Brasil: isso significa que a Totvs possui um alto grau de participação no mercado em termos de vendas;
  3. organizada e focada no cenário Tributário Brasileiro: as soluções do Protheus são integradas com base no Sistema Tributário do Brasil, fator que leva muitas empresas a adotá-lo.

SAP

A SAP é uma empresa alemã e está entre as maiores do mundo no setor de software empresarial, com mais de 35 anos de experiência!

Os principais pontos a favor do SAP são:

  1. módulos bem estruturados: a SAP possui uma complexa divisão de módulos dedicados a uma área específica — RH, Contabilidade, Vendas etc. —, que, por sua vez, possuem sub-módulos que fornecem soluções mais abrangentes;
  2. grande demanda por profissionais: embora a demanda seja, em sua maior parte, por profissionais experientes, a própria necessidade tende a fazer com que os especialistas menos avançados sejam mais requisitados;
  3. boa participação no mercado brasileiro: de acordo com a 26ª Pesquisa sobre o Mercado de TI, realizado pela Fundação Getúlio Vargas (FGV), a SAP domina 25% do mercado SMB.

Agora que você já tem maior noção sobre o que os cursos têm a oferecer para sua carreira, qual será a sua escolha: fará um curso Totvs ou SAP? Deixe a resposta nos comentários!

Aprenda como convencer o seu chefe a usar um ERP

Em pleno 2017, quase toda empresa já tem um software de Enterprise Resource Planning (ERP), certo? Errado. Ao contrário do que se pensa, muitos empresários ainda relutam em aderir ou mesmo trocar seu ERP.

Se você trabalha com um chefe ou gestor que reluta nesta decisão, vamos ajudar a mudar essa história. Neste texto, listamos 5 argumentos para você convencer a diretoria a investir em um bom ERP.

Afinal, o que é um ERP?

Antes de entrarmos nos argumentos, vale a pena fazermos uma breve explicação sobre o que é e para que serve o ERP. Esse tipo de software integra vários departamentos da empresa, reunindo no mesmo ambiente digital o armazenamento das informações, o fluxo dos processos e o registro de documentos, além de várias outras funcionalidades.

Na prática, o ERP aumenta a produtividade da equipe e melhora a gestão da empresa. Por isso, tornaram-se tão populares no mundo corporativo.

Por que utilizar um?

Agora, acompanhe os 5 argumentos para você convencer seu chefe a comprar um software de gestão.

1. Papel é coisa do passado

Quando você estiver frente a frente com a diretoria, mostre para eles a quantidade de papel que você imprime todos os dias. Faça questão de lembrar que com o ERP seria possível reduzir bastante essa quantidade de papel.

É melhor para o meio ambiente e para o lucro da empresa. Além disso, pega mal para uma companhia do século 21 ter tanto documento empilhado na mesa.

2. Automatização é o futuro que já chegou

Se o seu chefe continuar resistente à ideia, avise para ele que um dos maiores benefícios dos ERPs é a automatização de tarefas do cotidiano e o mapeamento dos processos. Por exemplo: a emissão de notas e a elaboração de relatórios diários.

Na prática, isso significa mais produtividade dos funcionários. Sem precisar perder tempo com procedimentos automatizados, os empregados podem se dedicar melhor para as funções fins, como atendimento ao cliente e auditoria das contas.

3. Integração de toda a empresa

Uma das maiores dores de cabeça para um executivo é ver os funcionários da empresa não se comunicarem direito. Isso causa problemas sérios e até prejuízo ao caixa. Avise à diretoria de que o ERP é uma excelente maneira de acabar com esse problema.

Esses softwares têm por princípio funcionar como uma plataforma que integra os funcionários em um único lugar. O ERP permite que o mesmo processo seja visualizado por vários departamentos. Um  processo de venda, por exemplo, pode ser acompanhado pela área comercial, financeira e administrativa. Dessa forma, todos sabem o que está acontecendo.

Lembre seu chefe de que ter um controle automatizado de processos e um sistema de apuração qualificado ajudam a desenvolver resultados mais assertivos para a empresa.

4. Flexibillidade dos ERPs

Atualmente, há várias alternativas de ERPs no mercado. Desde soluções robustas para grandes companhias até produtos mais simples para empresas pequenas, que são comprados por mensalidade direto da internet.

Alguns ERPs, por exemplo, são elaborados para uso da área de controladoria. Essas versões consideram as regras tributárias vigentes e as especificidades do setor, ajudando na entrega correta de Speds e obrigações acessórias.

5. Retorno sobre o investimento do ERP

Comprar um software vai demandar algum investimento da empresa, e esse costuma ser o argumento principal para a diretoria dizer um grande “não” para você. Quando isso acontecer, mostre que o retorno sobre o investimento é garantido.

Aponte os principais problemas de não aderir ao ERP (retrabalho, processos manuais, perda de documentos, horas extras) e mostre o quanto isso tudo prejudica o fluxo financeiro.

Em seguida, compare com o valor de um ERP e prove que o software vai se pagar em pouco tempo, além de reduzir custos nos demais processos da companhia.

Então, gostou das dicas e dos argumentos para convencer a diretoria a comprar um ERP? Entre em contato conosco, sempre podemos ajudar quando o assunto é software de gestão.









,

Como criar metas para os funcionários?

Criar metas para os funcionários da maneira correta representa um dos fatores mais importantes para garantir a motivação dos colaboradores em alcançá-las e, com isso, manter a empresa em um ritmo de crescimento constante.

Muitos gestores usam poucos critérios ou nenhum para estabelecerem as metas e baseiam-se mais em suas vontades. No entanto, se elas não estiverem de acordo com a realidade do negócio, pode colocar em risco o alcance até dos objetivos simples. Dessa forma, a empresa perde força competitiva e tem o seu futuro comprometido.

Para evitar que isso aconteça na sua companhia, preparamos um post com dicas práticas e eficientes de como criar metas para os funcionários e garantir o seu alcance, mesmo quando forem mais ousadas. Confira!

1. Analise os resultados anteriores

Nenhuma meta pode ser criada sem uma base de dados, algo que diga o que e como foi alcançado antes. Então, utilize o histórico de resultados passados para ter uma ideia do que pode ser conquistado hoje. Crie metas com base nesse histórico e terá objetivos mais realistas em relação ao mercado, explorando bem o potencial da empresa.

2. Estabeleça metas alcançáveis

Se as metas forem muito altas serão inalcançáveis e gerarão desmotivação nos colaboradores. Ao contrário, se forem muito baixas não estimularão esforços adicionais. O potencial dos profissionais não será explorado e o trabalho pode se tornar um verdadeiro tédio. Pior, podem se acostumar com a facilidade e gerar procrastinação.

A dica aqui é utilizar novamente o histórico de resultados passados para criar metas para os funcionários. adicionando um percentual de aumento a cada meta atingida. Dessa forma, estimulará o crescimento contínuo da empresa e dos profissionais. Mas lembre-se: o percentual deve ser de acordo com o que puder ser alcançado.

3. Divida as metas por etapas ao criar metas para os funcionários

Tenha objetivos anuais, bienais ou mais longos divididos por etapas. Metas menores e com períodos mais curtos são mais fáceis e rápidas de serem alcançadas e, isso contribuirá para manter toda a equipe motivada pela busca do objetivo maior.

Se houver pequenas recompensas no final de cada etapa, a motivação pode virar empolgação e aumentar o comprometimento dos profissionais envolvidos.

4. Monitore os resultados

Os gestores precisam acompanhar os resultados atingidos em tempo real a fim de garantir que falhas sejam identificadas e corrigidas a tempo. Isso é importante para manter a empresa sempre no rumo desejado e com poucos desvios dos seus objetivos.

Para isso, pegue o valor que falta para atingir a meta e divida pelo número de dias faltantes. O valor deve ser comparado com a meta diária. Se estiver muito alto, algo não está certo. Mas se estiver próximo, está tudo bem e será bem provável o alcance da meta.

5. Conte com o apoio de uma consultoria

Alcançar metas mais ousadas e promover um crescimento contínuo da empresa fica difícil sem ferramentas de apoio e profissionais com visão. Todo esse trabalho de criar metas para os funcionários, monitoramento e controle pode ser feito melhor e mais rápido quando você conta com a ajuda de profissionais especializados.

Além de implementarem tecnologias e metodologias que otimizam os processos, todo o know how de mercado e de gestão trará maior força competitiva para o negócio alcançar novos patamares em seu segmento de atuação.

Siga essas dicas de como criar metas para os funcionários e impulsione o crescimento do negócio da forma que sempre sonhou. E você, quer estabelecer metas mais precisas para o negócio? Entre em contato com a gente agora mesmo e descubra como podemos ajudar!