4 dicas para aperfeiçoar a gestão da cadeia de suprimentos

Cadeia de suprimentos, do inglês, supply chain é um conjunto de processos de movimentação de bens de consumo, englobando a aquisição de matéria-prima e produção até a distribuição final. Compreende os processos de compra, estocagem, transformação, embalagem, distribuição e todo o suporte para que isso aconteça.

A gestão da cadeia de suprimentos corresponde às práticas de gestão necessárias para que todas as empresas agreguem valor ao cliente desde a produção dos produtos, a distribuição e a entrega final ao cliente. Mas, para que esta gestão seja eficiente, é necessário que se adote algumas práticas. Vamos a elas?

1. Faça análise da relevância

Faça uma análise dos produtos com maior relevância entre seu público-alvo e priorize seus processos de fabricação e logística. Lembre-se de que, se um produto tem maior aceitação no mercado, ele deve estar sempre disponível para seus clientes ― e o mais importante: a qualidade deve ser priorizada.

Procure fornecedores que sempre tenham o produto de melhor qualidade e escolha um transporte rápido, e de qualidade, para que o tempo de espera do produto seja reduzido, gerando um nível maior de satisfação dos clientes.

2. Otimize a logística

Criar um plano de logística para a cadeia de suprimentos ajudará a reduzir os custos de produção e a velocidade da entrega dos produtos e de resposta dos pedidos aos clientes.

O meio de transporte deve ser escolhido baseado em 3 características: custo x prazo x qualidade, principalmente quando se tratar de transportar grandes quantidade. Além disso, o meio de transportedeve ser escolhido de acordo com a distância da entrega e o tipo de produto. Os custos devem ser negociados antecipadamente, para que não haja problemas no processo.

Uma boa gestão da cadeia de suprimentos deve buscar a melhor forma de distribuição dos produtos, sempre atenta aos níveis de estoque. A estocagem adequada e o tempo de percurso da entrega aumentam a produtividade, portanto, escolha sempre os melhores locais de armazenamento e as melhores rotas de entrega.

3. Conte com o apoio de um sistema ERP

o que é ERP ?

A gestão da cadeia de suprimentos exige uma integração entre todas as áreas envolvidas no processo para que haja eficiência no fluxo informações. Isso porque todas interdependem para ampliar a performance e gerar lucros à empresa, seja na relação entre demanda e oferta ou na redução de custos.

Um sistema ERP é capaz de garantir que dados importantes sejam gerados e fiquem disponíveis a todos os elos da cadeia de suprimentos. Além disso, o sistema permite a automatização de todos os processos da cadeia, desde a produção até a entrega do produto ao cliente.

4. Monitore o desempenho dos seus fornecedores

Seus fornecedores são parceiros de seu negócio e contribuem de forma direta para o sucesso dele. Portanto, se um fornecedor falhar, ele afetará o fluxo da cadeia de suprimentos e causará prejuízos ao negócio ou a insatisfação dos clientes.

Para uma boa gestão da cadeia de suprimentos, a empresa deve estar atenta a todos envolvidos em seu processo produtivo, inclusive fazendo substituições, se necessário.

Agora que você já sabe como aperfeiçoar a cadeia de suprimentos de seu negócio, que tal descobrir como aumentar o tempo do ativo de sua empresa e ser mais competitivo? Preparamos um post sobre o assunto, confira!

Se gostou do texto e gostaria de receber mais conteúdos, cadastre-se no blog da Anadi logo abaixo.